segunda-feira, 14 de março de 2011

O que faz um diácono? - Serie Diaconato - I

O ministério do diaconato, que pode ser conferido a homens casados na Igreja Católica, foi restabelecido pelo Concílio Vaticano II, depois de desaparecido na Igreja latina por mais de um milênio...

O mesmo Vaticano II enumerou algumas das funções desse clérigo (ministro ordenado) na Constituição Dogmática Lumen Gentium: administrar o batismo, conservar e distribuir a Eucaristia, assistir e abençoar matrimônios, levar o viático, instruir e exortar o povo, proclamar o Evagelho e as Escrituras aos fieis,  administrar sacramentais, presidir os ritos funebres, dedicar-se a tarefas na área da administração eclesiástica e da caridade. E o decreto Ad Gentes acrescentou ainda: pregar a Palavra de Deus, dirigir comunidades cristãs dispersas em nome do bispo ou do pároco.

Vê-se facilmente que o cerne do diaconato, no espírito do Concílio, deve ser o serviço à Deus e à Igreja, através dos ministérios/diaconias da Palavra, do Altar e da Caridade. No próximo post serão descritas as funções diaconais segundo o texto normativo do Código de Direito Canônico, já com as atualizações promovidas em dezembro passado por Sua Santidade o Papa Bento XVI. Até lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário